Este site utiliza Javascript. Se você está vendo esta mensagem, é provável que a opção JavaScript no seu navegador esteja desativada. Para uma melhor visualização deste site, certifique-se de que o Javascript está habilitado para o seu browser.
Você está em: Início  >  Comunicação  >  Notícias  >  Notícias
Notícias
EVENTOS
2017-12-05 17:40:00.0 2017-12-05 17:40:00.0

Innovare premia iniciativas para aprimoramento da Justiça em 2017

A 14ª edição do Prêmio Innovare foi realizada no Supremo Tribunal Federal (STF), nessa terça (5), e contou com a presença de ministros, juristas e personalidades jurídicas. Considerada a mais importante premiação da justiça brasileira, o Innovare procura valorizar iniciativas que buscam soluções para os desafios enfrentados por todos que atuam no sistema de justiça, sejam eles de natureza administrativa ou judicial.

A ministra presidente, Laurita Vaz, prestigiou o evento acompanhada do vice-presidente, Humberto Martins, e dos ministros Luis Felipe Salomão, Mauro Campbell Marques, Marco Buzzi, Rogerio Schietti Cruz e Ribeiro Dantas; além dos ministros aposentados Cesar Asfor Rocha, Gilson Dipp e Sidnei Beneti.

Neste ano, o número de inscritos foi o segundo maior desde a criação do evento, em 2004. O Innovare recebeu 710 práticas das quais 13 foram selecionadas para a grande final. Os projetos concorreram nas seguintes categorias: Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Justiça e Cidadania — esta última criada em 2015 para receber inscrições da sociedade civil.

Valorizando ideias

Todas as práticas foram avaliadas por personalidades do mundo jurídico e acadêmico nacional que integraram a comissão julgadora. A categoria com maior participação foi Justiça e Cidadania (324 proponentes).

Além das seis categorias, a novidade deste ano foi o prêmio de destaque para os projetos que abordaram o tema Sistema Penitenciário. A iniciativa vencedora foi “Meninas Que Encantam”, implementada em um presídio do Ceará, que combate a discriminação a detentos transgêneros. O prêmio foi entregue pelo ministro aposentado do STF Ayres Britto, que é presidente do Conselho Superior do Instituto Innovare.

Entre os participantes do concurso, estavam magistrados, membros dos Ministérios Públicos estaduais e Federal, defensores públicos e advogados públicos e privados de todo Brasil. As práticas vencedoras de 2017 foram:

CATEGORIA TRIBUNAL

Amparando filhos – transformando realidades (GO)

Autor: Tribunal de Justiça do Estado de Goiás

Inscrita pelo Des. Gilberto Marques Filho e pelo juiz Fernando Augusto C. de Rezende

 

CATEGORIA JUIZ

Sistema de apreciação antecipada de benefícios – SAAB (Teresina / PI)

Autor: José Vidal de Freitas Filho

 

CATEGORIA MINISTÉRIO PÚBLICO

GesPro – Projeto de gestão administrativa das promotorias (Florianópolis / SC)

Autora: Barbara Elisa Heise e Karin Maria Sohnlein

 

CATEGORIA DEFENSORIA PÚBLICA

Defesa dos direitos indígenas (Belém / PA)

Autor: Johny Fernandes Giffoni e Juliana Andrea Oliveira

 

CATEGORIA ADVOCACIA

Responsabilidade compartilhada: uma via para a humanização do sistema prisional e para proteção social (Porto Alegre / RS)

Autor: Roberta Arabiani Siqueira

 

CATEGORIA JUSTIÇA E CIDADANIA

Visão de liberdade (Maringá / PR)

Autor: Antonio Tadeu Rodrigues


Para saber mais sobre os projetos vencedores do Prêmio Innovare 2017, acesse o site.
Atendimento à imprensa: (61) 3319-8598 | imprensa@stj.jus.br
Informações processuais: (61) 3319-8410