Este site utiliza Javascript. Se você está vendo esta mensagem, é provável que a opção JavaScript no seu navegador esteja desativada. Para uma melhor visualização deste site, certifique-se de que o Javascript está habilitado para o seu browser.
Você está em: Início  >  Comunicação  >  Notícias  >  Notícias
Notícias
EVENTOS
10/05/2019 20:17

Ministra Nancy Andrighi recebe homenagem no encerramento do Congresso Mulheres no Processo Civil Brasileiro

A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nancy Andrighi foi homenageada nesta sexta-feira (10), em Brasília, durante o encerramento do VI Congresso Mulheres no Processo Civil Brasileiro. A ministra recebeu o VI Prêmio IBDP, entregue no encerramento do evento.

Fruto de uma parceria entre o Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP) e a Escola da Advocacia-Geral da União (AGU), o congresso tem o objetivo de dar destaque à mulher brasileira como pensadora, pesquisadora e produtora de conhecimento no âmbito do direito processual. 

Nancy Andrighi disse que o sentimento de gratidão era o único apropriado para descrever o momento. Ela agradeceu o carinho dos organizadores e afirmou que o congresso foi rico em conhecimento para todos os participantes.

“A atividade judicial na era digital está passando por profundas transformações. É preciso ter cuidado para que o processo não gere retrocessos nos avanços obtidos em prol da humanização das decisões”, comentou a homenageada sobre as mudanças no dia a dia da atividade judicante.

Segundo Nancy Andrighi, é preciso fazer um uso “apropriado e humanizado” das novas tecnologias. Mesmo em tempos de velocidade cada vez maior nas mudanças, a ministra lembrou que é preciso “ter tempo para o pensamento compassivo e um olhar com amorosidade”.

O professor Osmar Paixão presidiu a mesa de encerramento do evento e destacou a capacidade técnica e a carreira de Nancy Andrighi.

Na quinta-feira (9), primeiro dia do evento, a ministra falou sobre sua experiência como magistrada desde o início da carreira, no interior do Rio Grande do Sul, até a sua atuação como integrante do STJ. Segundo ela, a experiência como juíza no interior foi fundamental para o fortalecimento de sua carreira e para seu engrandecimento pessoal.

Tribunais superiores

Ao longo desta sexta-feira, os participantes do evento discutiram temas como ações coletivas e processo estrutural, coisa julgada e segurança jurídica.

A ministra do STJ Assusete Magalhães participou do evento na mesa-redonda Tribunais Superiores e sua função pública na administração da Justiça, que teve também a participação da ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Cristina Peduzzi e da secretária-geral de contencioso da AGU, Izabel Nogueira de Andrade. A mesa foi moderada pelo presidente do IBDP, Paulo Lucon.
Atendimento à imprensa: (61) 3319-8598 | imprensa@stj.jus.br
Informações processuais: (61) 3319-8410