Este site utiliza Javascript. Se você está vendo esta mensagem, é provável que a opção JavaScript no seu navegador esteja desativada. Para uma melhor visualização deste site, certifique-se de que o Javascript está habilitado para o seu browser.
Você está em: Início  >  Institucional  >  Relações internacionais  >  Redes de Cooperação Jurídica
Redes de Cooperação Jurídica
Parte importante da atuação internacional do STJ é contribuir para o funcionamento das redes de cooperação jurídica internacional.

Pautadas por uma atuação sem caráter burocrático, elas visam facilitar a cooperação entre os Estados que as integram, provendo informações jurídicas capazes de auxiliar o desempenho de autoridades nacionais.

Atualmente, o Brasil faz parte de várias redes de cooperação jurídica internacional:

Essas redes foram criadas no âmbito de organizações regionais, em conseqüência de acordos multilaterais de auxílio jurídico mútuo.

O Brasil figura, ainda, como membro do Centro de Estudos Judiciários das Américas - CEJA, cujo objetivo é fomentar e auxiliar os processos de reforma e modernização jurídica dos países membros da Organização dos Estados Americanos.