Aguarde ...
Gestão de Resíduos
 
 
 
04/04/2019 12:59

...

Em consonância com a legislação do Distrito Federal (Lei 5.610/2016Decreto 37.568/2016IN SLU 89/2016; e Resolução ADASA 14/2016), o STJ realiza a gestão adequada de todos os resíduos gerados em suas atividades. Enquanto gerador de resíduos, o STJ elaborou o seu Plano de Gestão de Resíduos Sólidos em atendimento à Lei 12.305/2010.

A metodologia de coleta definida para o Tribunal inclui nas unidades pontos de coleta de resíduos recicláveis e não recicláveis que são devidamente encaminhados para reaproveitamento ou para o Aterro Sanitário. Também há coletores individuais de papel próximos às mesas de servidores e colaboradores terceirizados de maneira a auxiliar na separação deste material e otimizar sua posterior reciclagem.

Por sua vez, os resíduos de saúde gerados nos atendimentos da Secretaria de Serviços Integrados de Saúde e os resíduos decorrentes das obras civis no Tribunal são destinados por empresas especializadas contratadas para tal fim.

Para mais informações sobre a coleta seletiva em sua casa, acesse aqui.

Acesse matéria completa sobre a Gestão de Resíduos no STJ e saiba mais sobre este assunto.


Coleta de Resíduos Externos

Além dos resíduos gerados em suas próprias atividades, o STJ também disponibiliza na Praça do Servidor a coleta de resíduos externos trazidos por seus usuários:

  • óleo de cozinha usado – em parceria com a CAESB por meio do Projeto Biguá, o STJ realiza a coleta de óleo de cozinha usado para evitar a contaminação das águas e para o reaproveitamento desse material na produção de sabão por associações;
  • cartões plásticos na praça do servido há um "papa cartão" onde os cartões de crédito e similares podem ser destruídos e se tornarem matéria-prima para a fabricação de novos produtos plásticos;
  • resíduos eletrônicos cabos, eletrônicos, CDs, DVDs e outros resíduos similares podem ser descartados em coletor específico para serem encaminhados a cooperativa que fará o reaproveitamento desses materiais em projetos sociais;
  • tubos de creme dental e embalagens relacionadas esses resíduos podem ser descartados em coletor específico localizado na entrada da recepção do serviço médico do STJ;
  • pilhas e baterias esse tipo de resíduo pode ser descartado nos coletores laranjas localizados nas áreas de circulação do STJ.
 










Descarte de Resíduos Especiais

Eletroeletrônicos, lâmpadas fluorescentes e medicamentos vencidos são exemplos de resíduos que podem ser altamente contaminantes para o meio ambiente se descartados junto com o lixo comum. Estes resíduos devem ser levados para pontos de coleta específicos que podem ser conferidos aqui.


Vidros
 
O vidro é um material 100% reciclado. Ele é composto por areia (72%), calcário (11%), carbonato de sódio (14%), óxido de alumina (2%) e corantes ou descorantes (15) e em razão disso pode ser reutilizado e posteriormente servir como matéria-prima para a fabricação de novos vidros incontáveis vezes sem que haja perda da pureza ou qualidade de seu produto.

Contudo, se não for descartado da forma correta são necessários milhares de anos para que ele se decomponha.

No DF, há uma problemática ainda sem solução: não existem indústrias de reciclagem de vidro nesta região. Entretanto, desde 2017, a Green Ambiental, em parceria com o Instituto Ecozinha, realiza a coleta de vidro em bares e restaurantes do DF, os maiores geradores desse tipo de resíduo, e encaminham esse material para as indústrias de reciclagem entre Rio e São Paulo.

É recomendado que o resíduo de vidro gerado nas residências seja destinado gratuitamente aos Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) da Green Ambiental, localizados em diversos locais da cidade. Nesse caso, não são aceitos vidros planos, laminados e nem lâmpadas.



Como descartar vidro quebrado?

Um dos maiores motivos de acidentes que ocorrem com os garis e catadores de materiais recicláveis se dá em razão do descarte inadequado de vidros e materiais perfuro-cortantes (agulhas, tesouras, etc). Caso você não tenha oportunidade de passar num PEV para descartar seu vidro, saiba aqui como fazer isso de forma correta sem que alguém se machuque. Acesse aq​ui e saiba mais.