Aguarde ...
Desembargadora Marilza Maynard deixa o STJ
10/09/2014 16:45
 
12/04/2019 01:54

...

Convocada para suprir a ausência de ministros e reforçar os julgamentos no Superior Tribunal de Justiça (STJ), Marilza Maynard, desembargadora do Tribunal de Justiça de Sergipe, se despede da Corte com a certeza do dever cumprido. A saída da desembargadora foi publicada na edição desta quarta-feira (10) do Diário Oficial da União (DOU).


A desembargadora convocada Marilza Maynard integrou a Sexta Turma e Terceira Seção do STJ

Durante nove meses, Marilza Maynard atuou na Terceira Seção – especializada em direito penal – e contribuiu efetivamente para a celeridade da prestação jurisdicional. Proferiu mais de 13.800 decisões monocráticas, colegiadas, liminares e despachos.

 

Marilza Maynard ingressou na magistratura em 1971, como juíza de direito da comarca de Neópolis, depois exerceu a judicatura em Simão Dias, Itabaiana, na 4ª Vara Criminal e 9ª Vara Cível de Aracaju. Em 1997, pelo critério de antiguidade, passou a integrar o Tribunal de Justiça. Dirigiu a Escola Superior da Magistratura no biênio 1999-2001 e foi corregedora-geral da Justiça entre 2001 e 2003.

 

Ex-presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, durante o biênio 2005-2007, a magistrada implantou o Juizado Virtual, a Central da Conciliação, o Diário da Justiça Eletrônico e pôs em prática vários Mutirões de Conciliação.