Aguarde ...
Ministro Paulo de Tarso Sanseverino participa de última sessão como conselheiro do CJF
CJF
22/10/2019 19:00
22/10/2019 19:00
22/10/2019 20:07

...

​​A sessão ordinária do Conselho da Justiça Federal (CJF) realizada nesta terça-feira (22) marcou a despedida do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Paulo de Tarso Sanseverino como conselheiro. Em nome do colegiado, o presidente do CJF e do STJ, ministro João Otávio de Noronha, parabenizou o ministro pela excelente atuação não só no CJF, mas também na Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais (TNU), da qual foi presidente.

"A participação do ministro foi marcada pela competência, cordialidade, dedicação e eficiência. Dono de um currículo invejável, Sanseverino é um jurista à frente do seu tempo, com louvável inquietação intelectual na busca da efetividade da Justiça brasileira, que se refletiu nas suas manifestações aqui no conselho. Na TNU, emprestou sua experiência na gestão de precedentes qualificados, engrandecendo e aperfeiçoando a Justiça Federal", disse Noronha.

A vice-presidente do STJ e corregedora-geral da Justiça Federal, ministra Maria Thereza de Assis Moura, agradeceu ao ministro pela ajuda na TNU. "Desde o começo, tinha certeza de que Vossa Excelência era o homem certo para presidir a TNU. Repaginou o trabalho, deixando uma turma melhor do que antes. Será para sempre lembrado por isso. Também tenho certeza de que o ministro Antonio Carlos Ferreira continuará esse legado", afirmou.

A sessão também foi marcada pela primeira participação do subprocurador-geral da República Francisco Rodrigues dos Santos Sobrinho, que representará o Ministério Público Federal no órgão.

Homenag​​em

Sanseverino recebeu placa de homenagem entregue pela ministra do STJ Isabel Gallotti em nome dos demais membros do CJF. O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), juiz federal Fernando Mendes, também agraciou o conselheiro com uma placa em nome da entidade.

O ministro agradeceu pelas palavras e destacou a satisfação por ter feito parte do conselho. "Foram dois anos proveitosos, mas que passaram rápido. Aqui pude conhecer um pouco mais da Justiça Federal. Quero destacar o convívio agradável com os colegas, presidentes dos Tribunais Regionais Federais, juízes, advogados e servidores, que dão continuidade a esse trabalho. O CJF é um órgão importante, que traça políticas públicas para toda a Justiça Federal. Meu carinho e adminiração pela Justiça Federal são ainda maiores do que quando entrei", finalizou.

P​​erfil

Nascido em Porto Alegre, o ministro Paulo de Tarso Sanseverino é mestre e doutor pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi aprovado em primeiro lugar para o cargo de promotor de Justiça do Rio Grande do Sul. Em 1986, ingressou na magistratura estadual. É ministro do STJ desde 2010. Atualmente, é professor das disciplinas responsabilidade civil e contratos no curso de pós-graduação da Fundação Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.

Com informações da Assessoria de Comunicação Social do CJF